Sobre a vontade de ser

Mesmo que não seja isso, é provável que acabe sendo. Até mesmo quando não parece, é possível ser. E, nesses momentos em que não parece, por algumas vezes, não acaba sendo de forma alguma. Mas, mesmo assim, ela volta, persistente, diligente, paciente e, adivinha só, é!

No fim, por mais que não seja – porque da última vez acabou não sendo – parece que um dia, algum dia, será. E ainda que não parecesse, que definitivamente tudo estivesse perdido, a vontade de ser estaria lá… sendo! Apenas sendo o que ela deve ser: a possibilidade de ser, ou de não ser.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s