Prece

Ajuda-me, Pai. Ajuda-me a seguir em frente, a limpar minha mente, a amar minha gente. Olhe, Pai, olhe pelos pequenos que Te amam, pelas belas que encantam e pelos simples que cantam. Cantam Sua glória e louvam Sua história.

Perdoa-me, Pai. Perdoa-me por pedir sem pensar, por pecar sem pesar. Há tanto me pergunto, sempre sobre o mesmo assunto, e nada encontro neste mundo. Tenho vivido sem sentido, sonhado sem ter dormido. Escrevo e não leio, acordo e não creio que ainda nenhuma solução veio. Choro alheias lágrimas, mas não reconheço minhas lástimas.

Forte a carapaça, mas por dentro não há raça. Raça para lutar e mudar, criar e revolucionar. Juventude corrompida de atitudes descabidas, de farsa e de malícia. Egoísmo onipresente, compaixão inexistente, sociedade decadente.

Escrito em 2006. Para ver mais textos produzidos antes da criação deste blog, use a tag “arquivo”.

Anúncios

3 comentários sobre “Prece

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s