Tom Zé – João nos Tribunais

Música para ouvir, para entender e… para aprender, por que não? Música boa, inteligente e criativa (e são essas que eu levo comigo e que chamo de MÚSICA BOA) do álbum “Estudando a Bossa” de 2008 (sim, é atual, há muita coisa de qualidade, brasileira e atual, basta desligar a TV e o rádio e ter CURIOSIDADE) do gênio Tom Zé:

João nos Tribunais

Se João Gilberto
Tivesse um processo aberto
E fosse nos tribunais
Cobrar direitos autorais
Por todo o samba-canção
Que com a sua gravação
Passou a ser bossa nova
Qualquer juiz de toga
De martelo ou de pistola
Sem um minuto de pausa
Lhe dava ganho de causa
 
“Chega de Saudade”-
Veja o caso deste samba
Gravado em 58
por Elizeth Cardoso
“pela pátina crestado”
Vinícius ficou gamado
O biscoito da Cardoso
Foi divino, foi gostoso,
Mas era um samba-canção lindo
E nunca passou disso não
 
Mas quatro meses depois
João gravou com a levada
A voz no jogo sincopado
O violão todo abusado
O coitado foi chamado
De cantor desafinado,
Sem ritmo, ventríloquo,
Mas diante do desafinado
O mundo curva-se, desova,
E tudo até então louvado
Foi jogado numa cova
O sol chocou duzentas ovas
E nasceu a bossa nova
 
Qualquer juiz de toga
De martelo ou de pistola
Sem um minuto de pausa
Lhe dava ganho de causa
 
O Carnegie Hall foi importante
Porque pinçou João,
separou João
Como a grande gema,
a grande jóia
Foi o Carnegie Hall
 
Diante do desafinado
O mundo curva-se, desova,
E tudo até então louvado
Foi jogado numa cova
O sol chocou duzentas ovas
E nasceu a bossa nova
 
Ali, é que nasceu a bossa nova
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s