Espírito Livre

Depois de suas andanças, de sofrer calado, depois de suas angústias, da solidão – escolhida e não imposta – das doenças, da fome. Depois de descer ao ponto mais obscuro do homem, de sentir o medo e o horror da morte.

Depois de trilhar todo o seu caminho por si só. Depois de todas as suas descobertas.

Depois das provas impostas a si mesmo e superadas, o espírito livre emerge naquele ser humano. O seu suspiro é encantador, acalenta a alma – mas não é alegre, não o faz feliz.

O espírito livre o faz enxergar as coisas de outra forma, nem melhor, nem pior, apenas da forma real. Rompe com os padrões, livra das imposições, sai do fluxo constante da sociedade.

Nada contra a correnteza.

O modo como sente prazer agora é outro, abandona as buscas mundanas e se realiza apenas sendo verdadeiro, seguindo sua natureza.

As aflições duplicam, triplicam, e nelas também consegue enxergar prazer, já que são o produto do choque entre sua natureza humana singular e do espírito livre que agora o habita.

Acima de tudo, o espírito livre eleva a consciência do homem.

Nesse momento, então, ao sentir o suspiro do espírito livre, ele sabe o que deve fazer e a quem obedecer, sabe agora o que lhe é permitido, sabe até onde pode chegar. Enxerga a si mesmo e a sua condição mortal.

Entende que o homem é algo a ser superado.

Anúncios

2 comentários sobre “Espírito Livre

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s