A Personificação da Burocracia

Se fosse uma pessoa, a burocracia seria envolvente, confiante, cheia de si. Saberia que nada poderia fugir do seu controle, teria tudo sempre em suas mãos; nada poderia lhe escapar.

Teria uma tremenda força constritora. Sugaria nossa energia como um inseto que se alimenta da seiva de um vegetal. Diante de sua força ficaríamos frágeis, desacreditados, inertes… Nos sentiríamos pequenos e insignificantes perto dela.

Mentiria para nós com a habilidade de um ator, carismático, inabalável diante de sua plateia, fazendo sua encenação em seu palco preferido: “o sistema”.

Essa personificação não possui beleza, tampouco feiura. É neutra, cinzenta, indiferente, vazia.

Vazia. Nela nada existe de verdade. Seus tecidos são apenas emaranhados de requerimentos, assinaturas, protocolos, números. Ela, quando cria algo, cria ilusões, e elas evaporam com o passar do tempo, se esfumaçam entre papéis e mais papéis sem valor.

A burocracia não sente culpa, não se arrepende. É fria, solitária. Sem sal. Só cria vínculos com aqueles que passam no seu estreito filtro de normas de conduta e de interesses, filtros criados para que ela se proteja dos seus inimigos mais perigosos, aqueles que realmente a assustam, os práticos, criativos, críticos. Esses, sim, são ameaçadores para ela.

Ela tem de detê-los a qualquer custo, e faz disso seu objetivo de vida. Ela existe basicamente para isso. Seus inimigos ameaçam destruir o seu lugar preferido, ameaçam a segurança e a estabilidade de seu palco.

E quando se trata de deter esses pobres indivíduos que investem contra ela, o faz muito bem, essa capacidade de anulá-los é com certeza sua maior virtude. A burocracia funciona para não deixar as coisas funcionarem.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s