Ainda não

Ainda não. Agradeço teu apreço, teu olhar fugidio, mas sou desconcerto. Esquivo, aturdido.

Ainda não. Sou tropeço, vaso partido. Passado que se faz presente, momento eternizado, de tempo infinito.

Ainda não. Alimento cardos, cultivo daninhas. Cuido de jardim roto, sombrio. Colhe teu fruto em solo sadio.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s