A Viagem de Clarice – Parte V

“O dono da verdade absoluta. Quem ele pensa que é? Existe sequer alguma verdade em nosso mundo? Alguma verdade absoluta?” Clarice questionava a si mesma enquanto o humanoide continuava a falar sem parar.

“Nem sequer sei se o que vivo é real, se o que vivi até agora, em minha vida mundana, pode ser considerado real. Talvez eu seja apenas uma ideia. Uma ideia de existência, e por algum motivo, que ainda vou descobrir, essa ideia que eu “existo” veio parar aqui, nessa realidade paralela, nesse inferno”.

Clarice então seguiu a direção dada pelo pequeno homem, subiu a escada central do salão principal e depois foi subindo os diversos lances que se seguiam, ziguezagueando entre os lances anteriores, e observando ao redor um grande número de salas, auditórios, laboratórios e todo o tipo de aparatos científicos.

Conforme subia, sentia que o ar ficava mais rarefeito e sua ansiedade aumentava. Finalmente iria encontrar o tal Dantalion, o demônio dono da verdade.

Chegou ao último andar da torre, pela suas contas, subiu 31 andares. O último andar era uma sala de chão negro, o teto sob sua cabeça parecia uma noite limpa de verão, com aglomerados de estrelas brilhantes por todos os lados. Algumas manchas se espalhavam pelo teto, alterando suas cores, ora vermelhas, ora verdes, ora brancas, galáxias multi-coloridas. Clarice esboçou um leve sorriso, apesar da imensa apreensão, a visão do teto do lugar era encantadora, definitivamente uma das coisas mais maravilhosas que já havia visto.

Deu alguns passos da escada até a única porta que havia no lugar. Não havia, maçaneta ou alças na porta, esta era apenas um grande bloco de rocha cinzenta. Clarice movimentou a mão para encostar na porta e esta se abriu. Uma forte luz branca a cegou por alguns segundos e ela avistou uma  a silhueta de uma grande figura, Dantalion lhe aguardava no final da sala.

“Bem vinda, minha querida”.

(Caros leitores, infelizmente, a jornada online da nossa querida Clarice termina na parte V. Não vou postar mais as partes aqui no blog. Na realidade, “A Viagem de Clarice” quer virar um livro, não imaginava que isso iria acontecer quando comecei a escrever, na verdade até imaginei, mas não acreditava que conseguiria manter uma história grande até o fim, mas parece que vai acontecer, o universo está conspirando nesse sentido. E, quando acontecer, vou avisar aqui no blog. Gostaria de fazer uma versão impressa e uma para download, com algumas gravuras e etc. Coisa fina. Espero que não demore. Muito obrigado a todos que leram, que elogiaram, que criticaram, e acima de tudo que apoiaram e apoiam este blog).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s