Vinagre

E eles aparecem. Munidos de cartazes, lenços e garrafas com vinagre, eles se levantam. Enquanto a vida transcorria normalmente, enquanto os mesmos problemas ensejavam as mesmas reclamações, surge uma voz. Uma voz de início tímida, fraca, desacreditada, mas verdadeira em seu significado, voz essa que ganha força em uma velocidade absurda, ainda não vista nas últimas duas décadas nesse país.

Alguns dias passam, agora já não é voz, é grito, é forma, é movimento, é crítica, é debate, é raiva… é uma gigante insatisfação. É assustador. Alguns ainda não a entendem, querem desacreditá-la, querem mentir sobre seus ideais, sobre o que a compõe, querem distorcer seus significados. De tão acostumados, de tão corrompidos, de tão desacostumados a sonhar e a acreditar nas boas intenções, eles permanecem descrentes.

Seu individualismo de tão enraizado em sua personalidade dói. Não entende como alguns lutam por outros. Como alguns querem mudar situações que não se referem diretamente à eles. Criticam duramente a consciência coletiva dos poucos: os chamam de “rebeldes sem causa”. São contrários ao Grito, e orgulhosos de tal posição!

Mas, aos poucos, esses tantos (que são, e sempre serão, a imensa maioria: os comandados, os instrumentos de manutenção da sociedade) ficam intimidados, nunca viram tal revolta, nunca sentiram essa vibração do ar, e do chão… Tudo, agora, treme. É assustador.

O Grito se agiganta, esmaga as opiniões contrárias, mostra a real situação, rasga as antigas convicções, enfrenta velhos conceitos, destrói instituições ineficazes. E os contrários somem. Desaparecem.

Eles sentem medo, se sentem desprotegidos ante a gigante massa que se forma, não só de indivíduos, mas de ideais. Algo que foge àquela normalidade está acontecendo. “Talvez aqueles playboys de classe média, baderneiros, vândalos, anarco-punks, socialistas, comunistas e vagabundos até tinham um pouco de consciência coletiva, talvez eles realmente queiram mudar o país… Talvez eles realmente consigam.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s