Caos em vida

A suprema lei é o caos. A vida humana é um grande sistema inimaginavelmente complexo de fatores instáveis, variáveis e caóticos. Não há lógica. Não há segurança. Não há estado de paz e não há guerra absoluta. O tempo é uma invenção, a natureza é uma gigantesca imperfeição e a vida completamente aleatória (não, “Ele” não tem um plano).

Tudo está em constante mudança – me refiro a tudo aquilo que o ser humano se esforça para conhecer e que julga conhecer, tudo aquilo que a razão explica, ou tenta explicar -, um infinito movimento, uma infinita troca de condições. E digo: condições. Utilizo o termo para designar o fator chave do caos que descrevo. Pense em um objeto (físico, social, psíquico) e em seu observador, no caso, você. Esse objeto talvez em sua forma possa aparentar ser imutável (para os olhos mais acomodados, e desatentos) porém aquilo que te permite entender tal objeto, a sua racionalidade, é invariavelmente e eternamente mutável, e o pior, incontrolável.

A sua existência dia após dia força a mutação de sua consciência. De modo que as trocas de condições a que me refiro acima seriam mudanças incontroláveis e eternas (enquanto ela “viver”) da consciência. De modo que, até mesmo a sua consciência – ou alma, caso prefira – sofre alterações constantes, fazendo com que o mundo que enxergue nunca seja o mesmo anteriormente visto – não por características externas ao homem, mas exatamente por suas características internas, as mesmas que o distinguem dos outros seres humanos e das outras formas de vida.

Tudo se movimenta e nunca mais retorna a forma original, as realidades estão sempre se alterando. A consciência humana também segue a lei do caos, e assim não há ordem, lógica ou controle nas condições. E o que mais me incomoda, até mesmo as nossas ilusões estão sempre se alterando. Onde acharemos lógica se nem mesmo elas, nossas ilusões, que tanto perturbam os sentidos, que nos fazem vagar em uma vida “aparente”, são as mesmas?

O caos dita a regra: os incômodos de hoje não serão os de amanhã… Os defeitos também não. Teu erro de hoje será completamente diferente do erro de amanhã. Não trabalhe as imperfeições. Aceite o improviso.

Anúncios

2 comentários sobre “Caos em vida

  1. Os ramos desta árvore eterna espalham-se por todo o cosmos. A árvore é alimentada pela energia na natureza material; os sentidos de prazer são seus brotos; e suas raízes são o ego, e os desejos que se estendem ao mundo humano causam o cativeiro kármico
    (Bhagavad Gita – 15.02)

    Esse trecho varia muito de versão pra versão. Mas, é bem interessante… Talvez ilustre/complemente

    Ah, Belo tesxto, para benes!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s