Motim

– Quantos são?
– Algumas centenas.
– Armados?
– Sim. A maior parte com mágoa. Outros com frustração. Alguns poucos, os
mais perigosos, com ódio.
– Ruim. Muito ruim…
– Um fósforo e um barril de pólvora seriam menos inflamáveis.
– Precisamos acalmá-los. Que você tem à mão desta vez?
– Já esgotei meus paliativos.
– Todos?
– Todos. Mulheres, bebida, jogo. Até mesmo conhecimento já tentei dar a eles.
– E não surtiu efeito? Ora, mas o que querem então, os malditos?
– O que tanto gritam.
– Eles vão nos consumir… vão nos dilacerar vivos… é o nosso fim!
– Há uma saída.
– Pois diga! Ande logo!

– Não, não! Não me olhe assim! Você não pode estar mesmo pensando nisso…
– Não podemos mais seguir juntos. E, se algum de nós aqui tem chance de sobreviver à ira desta turba, é você. Se eu ficar aqui, seremos ambos exterminados.
– NÃO!
– Adeus. Lembre-se: não resista. Junte-se a eles. Misture-se.
– NÃO! PARE! EU NÃO VOU…
– click –
– Filha de uma puta! Me deixou sozinho! Oh não… lá vêm eles…

Um momento depois de ser abandonado por Sensatez, Sentimento se viu asfixiado, esmagado por eles, que entravam aos trambolhões e destruíam tudo em seu caminho. O velho e asqueroso enxame, que por tanto tempo ele e sua companheira conseguiram manter afastado, havia finalmente vencido.

Agora é tarde demais para lamentar. Tarde demais para se perguntar por que é que se deixou que eles se multiplicassem, se reproduzissem tão rapidamente em seus ninhos virulentos e odiosos. Apesar de raquíticos, deformados e doentes, eles eram muitos. Os Pensamentos concluíram sua rebelião. E, numa mutação abominável, se fundiram a Sentimento, criando, por fim, sua obra máxima, o Frankenstein da psique: Demência.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s