O que prevalece?

– Mas, senhores, dando continuidade, creio que minha missão aqui neste púlpito sob todos esses olhares curiosos e ansiosos, não é apenas lhes transmitir o meu duvidoso conhecimento, mas, muitíssimo mais importante, devo inflamar vossos questionamentos e dúvidas. Sendo assim, fujo do convencional, quero saber dos senhores: o que prevalece em vossas vidas? Durante a trajetória dos senhores, o que prevaleceu entre suas vitórias e fracassos? O que levaram por conformismo, o que jogaram fora por opção, e vice-versa? Senhores, entre suas aspirações, entre os seus ideais de futuro, entre a contradição de seus pensamentos interiores e exteriores, o que prevalece? A razão, o ideal, o amor, a família, o sucesso? O que prevalece, senhores?

– Acho que ainda temos pouca experiência de vida para ter certezas tão absolutas a ponto de descartar todas as outras. Precisamos de muita vivência para responder o que prevalece.

– Mas então o que prevalece é a experiência? Ou a inexperiência? Um experiente não se arrisca? Um inexperiente nunca acerta na primeira oportunidade? Coragem! Coragem, senhores! Eu lhes pergunto o que prevalece! Ou então, pela dita “inexperiência” do colega: o que prevaleceu até agora? O que deverá prevalecer daqui pra frente? O que prevalece agora?

– Prevalece que não estou entendendo onde o senhor está querendo chegar.

– Onde eu quero chegar? Uma vida fácil ou uma vida de lutas? Conforto ou desassossego? Prepotência ou humildade? Opinião ou certezas? Intuição ou razão? Senhores, eu lhes peço indagações! Inflamem vosso raciocínio. Eu lhes imploro! Quem são vocês? Prevalecem sobre si mesmos? O desconhecido prevalece? O desconhecido prevalecerá? Quem dita as regras? Quem prevalecerá ao fim? O fim prevalecerá?

– Bom, uma certeza é possível ter: o fim prevalecerá.

– Pois então, talvez essa seja uma premissa. E a partir dela, lhes pergunto: e até que o fim chegue, o que prevalecerá? Uma vida de certezas? Ou a dúvida prevalecerá em vossos corações? Viverão angustiados, instáveis? Ou prevalecerá uma estabilidade construída? E quando ela chegar, os senhores utilizarão o martelo da consciência deliberadamente para destruí-la, ou irão conservá-la como uma propriedade valiosa?

– Não podemos fazer com que prevaleça a dúvida e a certeza?

– A tensão! A tensão prevalecerá? Ou um equilíbrio entre forças opostas? Um eterno equilíbrio? Senhores, senhores… Eu lhes peço. Escolham o que prevalece. Não deixem que terceiros coloquem grilhões em suas vontades. Ambicionem prevalecer, sempre! Obrigado pela atenção. Boa noite.

Anúncios

2 comentários sobre “O que prevalece?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s