Toda forma de amor

Vivemos tantos amores! Simultaneamente, inclusive. Alguns nascem e morrem num instante, outros não esmorecem mesmo com correr das décadas.

Tiro um momento para ponderar sobre alguns que conheço, que habitam meu sentimento (ou já o fizeram no passado).

Falo do amor pelos pais, o mais nobre.

Pelos amigos, o mais genuíno.

Pelas mulheres, o mais intenso.

Pela religião, o mais perigoso.

Pelo dinheiro, o mais doentio.

Pela profissão, o mais cansativo.

Pelos inimigos, o mais difícil.

Pelos irmãos, o mais tenaz.

Pelos filhos, o mais profundo.

Pela natureza, o mais puro.

Pela ciência, o mais intrigante.

Pelo próximo, o mais sublime.

Pelos animais, o mais natural.

Pelo passado, o mais revelador.

Pelo presente, o mais vivo.

Pelo futuro, o mais misterioso.

Por si mesmo, o mais fundamental.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s