A foto

Vi a foto de vocês. Claro que vi. E você parece feliz. O sorriso está largo, gostoso demais para ser posado. Você está radiante.

Sabe, nesses últimos anos já assisti a alguns engates como o seu. Meninas que me deram uma chance, logo desperdiçada, e que então acabaram por encontrar amor de verdade em outros braços. Mas foi sempre com indiferença e até certa frieza que as vi realizadas. Pelo menos até agora.

Sim, é verdade: doeu um tanto. Não sei ao certo por que, mas a pontada foi firme. E, apesar de tentar, não consegui creditá-la a qualquer outra enfermidade. Estou mesmo doente do coração.

Sei bem que não tenho qualquer direito de me pôr chateado. Eu que abandonei o barco. Mas assim como a minha fuga foi inexplicável, minha tristeza de hoje também o é. Russo estava certo: quem irá dizer que existe razão?

De tudo que (quase) fomos, me restaram, além de pétreas lembranças, algumas fotos e presentes singelos (sempre fomos econômicos!). Mas… mas você ainda tem algo pra mim, não tem? Algo que fez com as próprias (mágicas) mãos. E me disse para bater na sua porta qualquer dia desses para buscá-lo. Bom, não acho que vou.

Entenda: não é nada com chagas de orgulho ou excesso de sentimentalismo. Apenas tenho a certeza de que, assim que eu pisar fora de sua casa, jamais trocaremos palavra de novo. O último laço será enfim rompido, para jamais se costurar outra vez.

Egoísmo? Sim. Não quero ser pedra na sua bota (aquela mesma que tanto gosto), mas não trocaria nossas conversas fiadas sazonais por nenhum artesanato do mundo. Talvez uma hora você se zangue (especialmente depois deste texto) e resolva me mandar tudo por Sedex. É possível. Mas saiba: eu é que não me moverei para acabar com o que resta “da gente”. Não de novo. Não eu.

No fim, talvez meu egoísmo seja, na verdade, egocentrismo. Talvez eu não esteja triste por ter perdido você, mas por ter ME perdido. Por ter finalmente entendido, com a sua partida, que preciso de ajuda – mundana ou metafísica. Talvez sua felicidade tenha sido minha epifania.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s